#ZEROUTUDO


Vivemos um momento de grandes transformações na economia mundial e no comércio entre países com as barreiras geográficas desafiadas pela mobilidade e por inovações tecnológicas. Em todo o mundo, condutas éticas e sustentáveis são repensadas para dar conta desta nova miscigenação cultural que tem causado mudanças comportamentais na sociedade atual. As consequências disso? Bem, é muito cedo para avaliar todos os efeitos, mas já é possível identificar diversas alterações nos hábitos diários e no morar de muitas pessoas. Em meio a esse turbilhão, a 10ª edição do Congresso Nacional de Design de Interiores (Conad) reuniu profissionais que trabalham com novos conceitos. É o exemplo da Casa Marquise, do FGMF e do projeto Malibu que é de organizado pela Associação Brasileira de Designers de Interiores (ABD) que surge como uma proposta para entender melhor esta metamorfose contemporânea. “Este encontro foi completamente diferente dos anteriores. Os profissionais despiram-se de conceitos e valores preconcebidos; e o participante foi desafiado a sair com uma nova e reveladora visão do futuro”, disse a designer de interiores paulista Renata Amaral, presidente da ABD, sobre o evento cujo tema principal #zeroutudo – Repense, Reflita, Ressignifique, Redesenhe. Com um time de palestrantes brasileiros e estrangeiros, o Conad abordou, entre alguns dos assuntos, conceitos como viver de forma integrada (coworking) e o uso de materiais de forma mais inteligente na hora da especificação com a sustentabilidade.
Então, para você, o que é o Novo Morar?


Comentários